Páginas

Assista nossos Programas

domingo, 2 de janeiro de 2011

Contra resistência bacteriana, médico defende homeopáticos

Alternativa ajuda a reduzir os riscos decorrentes do uso indevido de antibióticos após ANVISA determinar maior controle na comercialização desses medicamentos

O uso de medicamentos homeopáticos pode substituir tratamentos em que a utilização de antibióticos não é essencial, de acordo com o Dr. Levon Mekhitarian, médico otorrinolaringologista e mestre em Ciências da Saúde. A nova decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), que estabelece maior controle na comercialização de antibióticos no Brasil, reacende a preocupação com um grave problema que atinge a saúde da população: a resistência bacteriana.

"Quando bactérias se reproduzem mesmo na presença de doses mais altas dos antibióticos usados nos tratamento convencionais, a situação é preocupante", explica o médico. "Com o uso da medicação homeopática temos outros mecanismos de estimulação da defesa do organismo, mais naturais e com ação direcionada, por isso nesses casos esses medicamentos apresentam vantagem terapêutica".

Segundo o Dr. Mekhitarian, estima-se que dois terços dos antibióticos são utilizados sem prescrição médica em muitos países. A resistência de bactérias é um problema que acontece onde não há fiscalização pelos órgãos competentes e uso de antibióticos de forma indiscriminada e incorreta. "O uso desses remédios deve ser reservado para os casos comprovados de ação bacteriana com poder maior de contaminação", acredita.

Infecções de vias aéreas superiores podem ser tratadas com medicação homeopática

Nos casos de infecções de vias aéreas superiores como, por exemplo, faringites, amidalites, otites, sinusites e laringites, 50% do uso de antibióticos acontece de maneira desnecessária, de acordo com o médico. "Essas afecções são perfeitamente tratáveis com o uso de medicamentos homeopáticos", esclarece o especialista.

"Sabemos que quase 90% das infecções das vias aéreas superiores são virais, portanto o uso de antibióticos é quase desnecessário. A medicação homeopática é uma excelente opção uma vez que estamos tratando causa e sintomas, encurtando a duração da doença e prevenindo as complicações principalmente em idosos", completa o Dr. Mekhitarian.

Entenda a restrição da ANVISA às vendas de antibióticos

No final de novembro, entraram em vigor as novas regras para comercialização de antibióticos em farmácias em todo o Brasil, seguindo determinação da ANVISA. Esses medicamentos agora são vendidos apenas com apresentação de receita médica - sendo que uma via fica retida no estabelecimento e outra deve ser carimbada para evitar reutilização. Além disso, as prescrições médicas terão validade de dez dias e ficarão registradas no Sistema Nacional de Gerenciamento de Produtos Controlados (SNGPC). Segundo a Organização Mundial de Saúde, mais da metade das prescrições de antibióticos em todo o mundo são desnecessárias ou inadequadas.

Sobre a Boiron

A Boiron é o maior laboratório mundial de medicamentos homeopáticos, presente atualmente em mais de 80 países. O laboratório foi criado em 1932 pelos irmãos Jean e Henri Boiron e atualmente está na Bolsa de Paris. Em 2009, faturou 526 milhões de euros, um crescimento 12,7% em relação ao ano anterior. Com fortes investimentos em pesquisa nos últimos anos, possui um portfólio de mais de 250 especialidades e 3 mil substâncias unitárias registradas, produtos líderes em vendas na França e alguns dos medicamentos mais procurados no mundo. A missão da Boiron é que cada médico integre a homeopatia na sua pratica cotidiana. O tratamento homeopático deve ser uma opção terapêutica à escolha de médicos e pacientes. http://www.boiron.com.br/