Páginas

Assista nossos Programas

sábado, 8 de janeiro de 2011

Kassab anuncia projeto de construção de 10 novos galpões de coleta seletiva na cidade

Anúncio foi feito hoje de manhã, 04, durante a vistoria das obras da nova unidade de tratamento de resíduos sólidos que está sendo construída na Lapa

Fotos de Fábio Arantes/Secom

 Está prevista para o início do ano a conclusão das obras da nova Unidade de Tratamento de Resíduos Sólidos (galpão de coleta seletiva) da cidade de São Paulo. O prefeito Gilberto Kassab vistoriou o local nesta terça-feira (4) na Lapa e falou sobre o projeto de inaugurar 10 novas centrais de triagem com início ainda este ano.

"Essa obra tem resultado extraordinário para a cidade. Em primeiro lugar por conta do seu objetivo maior que é a reciclagem do lixo e a recuperação do meio ambiente. Depois temos o lado social, as famílias trabalharão aqui para ter o seu sustento. A idéia é termos um plano diretor para nos próximos meses inaugurarmos 10 novas centrais. Segundo o cronograma, a idéia é inaugurarmos a primeira dessas centrais daqui cinco ou seis meses e depois inaugurar uma por mês até concluirmos a entrega das 10", disse Kassab.

Com 60% das obras concluídas, o novo Galpão da Lapa fica na avenida Presidente Castello Branco, nº 7.729, próximo à ponte Júlio de Mesquita Neto. Ele atenderá cerca de 100 famílias da cooperativa Cooper Vivabem que integram o Programa Socioeconômico de Coleta Seletiva da Prefeitura desde 2004. A cooperativa trabalha com aproximadamente 260 toneladas de material reciclável por mês e é uma das poucas do estado que recebe isopor. A renda média mensal das famílias é de R$ 800,00.

A nova Unidade de Tratamento de Resíduos Sólidos está sendo construída através de convênio com o Governo Federal. O custo total é de R$ 1,4 milhão, sendo R$ 500 mil investimentos do Governo Federal e o restante da Prefeitura.

Este novo galpão oferecerá melhores condições de trabalho aos cooperados, além de estrutura necessária para a instalação de esteiras, prensas e outros equipamentos utilizados para a separação do material reciclável. Atualmente a Cooper Vivabem funciona em um galpão na região da Vila Leopoldina e suas atividades serão transferidas para o novo endereço assim que as obras forem finalizadas.

A nova Unidade de Tratamento de Resíduos Sólidos tem 1.148 m² e é composta por um pavimento de estrutura metálica em arco, com oito metros de altura no ponto mais alto, paredes de blocos, ventilação natural por janelas, piso de concreto, banheiros masculino e feminino, vestiários, área administrativa, refeitório, copa, 16 baias de reciclagem, duas esteiras para a separação dos resíduos e área para os veículos descarregarem o material recolhido na cidade.

Segundo o secretário de Serviços, Dráusio Barreto, além das 10 novas centrais de triagem que deverão ser implantadas com verbas do município e do Governo Federal, a Prefeitura está em negociação com as concessionárias responsáveis pela coleta de lixo na cidade para que elas também instalem novas centrais de triagem. "Temos um programa também contratado com as concessionárias coletoras de lixo da cidade de São Paulo. Pelo contrato de concessão, elas tem a responsabilidade de construir 17 centrais de triagem. Isto foi objeto de repactuação do contrato de concessão há alguns anos e o início deste investimento está previsto para o nono ano de concessão até o 12º. Estamos no sexto ano de concessão, mas o prefeito recomendou a revisão destes marcos por conta da necessidade da cidade", explicou Dráusio Barreto.

Coleta Seletiva

O Programa Socioeconômico de Coleta Seletiva da Prefeitura atende a 74 dos 96 distritos da capital. Desde 2003, ano de implantação do programa, o volume de material coletado cresceu oito vezes e atualmente a média diária de materiais recicláveis coletada é de 135 toneladas. A Secretaria de Serviços mantém convênio com 20 cooperativas - incluindo uma de material eletrônico - que realizam a separação dos materiais. Cerca de 1.000 cooperados participam do programa.

Em 2010, o investimento em coleta seletiva foi de R$ 15 milhões e o serviço é realizado por duas concessionárias (Loga e Ecourbis), além das 20 cooperativas conveniadas à Prefeitura. Além disso, existem 3.811 Pontos de Entrega Voluntária (PEVs), localizados em escolas, supermercados, além de condomínios residenciais, comerciais e públicos. São disponibilizados aos condomínios que contribuem com a coleta seletiva 2872 contêineres.
video

ECOPONTO NA VILA GUILHERME

Subprefeitura transforma local de descarte de entulho em espaço de lazer na Zona Norte

A Subprefeitura Jaçanã/Tremembé entregou à população, no dia 21 de dezembro, um espaço público completamente revitalizado para uso de lazer, localizado no entorno da avenida Ushikichi Kamia, mais conhecido como km 12. O que antes era um local de descarte de entulho, lixo orgânico e propício à prática de crimes hoje se apresenta com uma opção de lazer aos moradores da região.

O subprefeito alerta aos que descartam entulho na rua que existe uma rede de 35 ecopontos em toda a Cidade. Neles podem ser deixados resíduos em volume equivalente ao de até uma caixa d'água de mil litros por dia. Na região de Jaçanã/Tremembé, o ecoponto mais próximo está localizado no bairro de Vila Guilherme, rua José Bernardo Pinto, 1.480. O horário de funcionamento é das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira, e aos sábados, das 8h às 15h.

Para denunciar o descarte irregular o munícipe pode utilizar o telefone 156 ou o site da Prefeitura ou, ainda, dirigir-se às Praças de Atendimento das subprefeituras.

Serviço:

Ecoponto na Vila Guilherme

Rua José Bernardo Pinto, 1.480

Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira, e aos sábados, das 8h às 15h.

Você É, Realmente, Profissional de RH?

Para ser profissional de RH, competente, duas condições são necessárias:

1ª - Você precisa agir estrategicamente

2ª - Você deve obter resultado para a organização – muito resultado!

Como agir

Mesmo que o RH da empresa não seja estratégico, você deve agir estrategicamente Você precisa alinhar as atividades da área de RH com as estratégias da organização. Você tem que responder, de forma convincente, à pergunta: Que resultado a empresa espera do RH?

Como obter resultados

Para obter resultados, é muito simples - basta eliminar seus gap’s, suas lacunas de competência. Os gap’s a serem eliminados são poucos, e na maioria das vezes, estão relacionados com o desconhecimento de algumas boas práticas de RH. É, também, simples explicar porque muitos profissionais de RH não obtêm o resultado esperado. Uma das respostas é dada pela pesquisa que a ABTD fez em 2009. De acordo com essa pesquisa, os profissionais de RH são os que menos recebem treinamento. É bom lembrar que o profissional de RH é profissional do conhecimento, e como tal deve se reciclar constantemente – o ideal, para que ele atinja o nível de excelência, é uma reciclagem equivalente a 160 horas de treinamento, por ano.

Outro fato que devemos considerar é o “enxugamento” exagerado da área de RH. Há um dado estatístico informando (1) que em 1995, havia, em média, 169 treinandos para cada profissional de RH; e que, em 2004, passou a ter 196. Nessas condições, as dificuldades dos profissionais de RH são muitas, principalmente para dispor de tempo discricionário. O consultor americano Peter Howes, Chief Executive Officer, da Infohrm Pty Ltd, falando sobre o assunto, diz o seguinte: “No RH não há tempo discricionário suficiente. Deveria ser de 70%”

O profissional de RH, de modo geral, não tem tempo para se dedicar às atividades que realmente são importantes. Precisa de tempo discricionário para identificar o que realmente quer e precisa fazer para atrair, manter e desenvolver as pessoas que desempenham atividades para a organização, conforme o princípio base do sistema de gestão de recursos humanos(2) Como todo profissional do conhecimento, o profissional de RH precisa de tempo, principalmente, para obter o resultado esperado pela organização. Para tanto ele precisa:

· Utilizar métricas para avaliar resultados

· Implementar as diretrizes da Norma ISO 10015.

Métricas para avaliar

“Quem não mede não gerencia. Quem não gerencia não melhora” - Joseph Juran

“Medir é importante: o que não é medido não é gerenciado” - Kaplan e Norton

“Qualquer coisa que vale a pena fazer, vale a pena medir” – Peter Copezio e Debra Morehouse

Conforme sugerem as afirmações acima, o profissional de RH precisa ter um sólido conhecimento sobre métricas, para poder avaliar e valorizar todas as ações relacionadas com o desenvolvimento das competências da organização. No caso específico de T e D, não é mais admissível que se faça apenas a avaliação de reação dos eventos de treinamento. É preciso avaliar a aprendizagem, a mudança de comportamento, os resultados qualitativos e quantitativos e, também o retorno do investimento em treinamento.

Diretrizes da Norma ISO 10015

É bom lembrar a importância de o profissional de RH conhecer as boas práticas que as empresas bem sucedidas estão implementado.
O profissional de RH não pode mais ignorar uma das principais boas práticas de RH - as diretrizes dadas pela Norma ISO 10015. Seguindo as diretrizes da ISO 10015 é relativamente fácil alinhar o plano de Recursos Humanos – People Plan - com o plano global da empresa, e implementar as boas práticas que dão resultados significativos e mensuráveis.

Sebastião Guimarães
guimaraes@tgtreinamento.com.br
http://www.tgtreinamento.com.br/

Brasileiros querem abdômen sarado para o verão

Intervenções na barriguinha ocupam o 3° lugar no ranking das cirurgias mais procuradas no Brasil

As férias estão chegando e quem não quer um abdômen sarado no verão? Conforme pesquisa levantada pelo Ibope recentemente, as intervenções de dermolipectomia abdominal [cirurgia plástica do abdômen], ocupam o 3° lugar no ranking das cirurgias mais procuradas pelos brasileiros, com 16% da preferência. Estima-se que mais de 645 mil pessoas realizaram intervenções em 2009.

"Esse tipo de procedimento é muito procurado pelas mulheres, principalmente as que já tiveram filhos.", diz o diretor do Centro Nacional - Cirurgia Plástica, Arnaldo Korn. O procedimento remodela ao retirar o excesso de tecido [pele e gordura], que se acumulou abaixo do umbigo, e ao ajustar a cintura muscular flácida, de acordo com ele, a cirurgia no abdômen não tem a função de emagrecer, mas sim de remodelamento da barriguinha.

O procedimento tem maior excelência quando são retiradas pequenas quantidades de tecido. "Em outros casos em que o paciente tem uma área maior para intervenção, o resultado também será positivo e proporcional ao restante do corpo, porém, devemos lembrar que acumulo de gordura em regiões vizinhas do abdômen ainda existirão, e associar um tratamento clínico ou fisioterápico poderá equilibrar o corpo do paciente." detalha o diretor.

Segundo Korn, é necessário que o paciente esteja ciente de todos os procedimentos cirúrgicos. Realizar todos os exames pré-operatórios é algo obrigatório, que deve ser feito pelo especialista cirurgião. Em casos de imprevistos, o operado deve contatar o especialista até 2 dias antes do procedimento, e evitar bebidas alcoólicas na véspera da cirurgia, auxiliará na excelência do pós-operatório, principalmente na cicatrização.

Mas, para quem quer passar as férias de abdômen novo é melhor correr, o processo de cicatrização leva no mínimo 14 dias para apresentar resultados, porém, o processo completo de fechamento dos pontos poderá durara até 18 meses. “O paciente fica internado de 1 a 2 dias e deve evitar exercícios físicos, que por sua vez são retomados apenas com prescrição médica. O operado deve evitar o sol e friagem por um período mínimo de 2 semanas.” alerta Korn

Para se submeter ao procedimento, o paciente deverá desembolsar o valor equivalente a cerca de 5 mil reais. Muitos profissionais/especialistas trabalham com empresas que prestam serviço de assessoria administrativa e financeira, auxiliando assim o pagamento do procedimento. No Centro Nacional de Cirurgia Plástica o paciente poderá parcelar o valor em até 36x.

Mais informações no site: http://www.plasticaparcelada.com.br/

Biblioteca Álvares de Azevedo, na Vila Maria, oferece acervo em Braille

Terminado o período das festas de fim de ano, a Biblioteca Álvares de Azevedo, na Vila Maria, já voltou a funcionar. O equipamento oferece à população um acervo com aproximadamente 53 mil exemplares constituídos por livros didáticos, paradidáticos, dicionários, enciclopédias, jornais, revistas, recortes, mapas, multimídia, etc.

Com a apresentação de alguns documentos e respeitando o regulamento para inscrições, é possível emprestar clássicos da literatura mundial, como, por exemplo, Crime e Castigo, do russo Fiodor Dostoievski.

Além disso, os deficientes visuais podem ter acesso ao acervo da biblioteca, uma vez que ela está inserida no projeto Ler para Crer, por meio do Núcleo de Apoio ao Deficiente Visual. Dentre os títulos oferecidos em Braille está o também clássico O Pequeno Príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry, que, sempre de maneira poética e filosófica, conta a história do pequeno garoto vindo do planeta B-612.

A Biblioteca Álvares de Azevedo fica na Praça Joaquim José da Nova, na Vila Maria Alta, e funciona de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h, sábado, das 9h às 16h, e domingo, das 10h às 15h.

Você É, Realmente, Profissional de RH?

Para ser profissional de RH, competente, duas condições são necessárias:

1ª - Você precisa agir estrategicamente

2ª - Você deve obter resultado para a organização – muito resultado!

Como agir

Mesmo que o RH da empresa não seja estratégico, você deve agir estrategicamente Você precisa alinhar as atividades da área de RH com as estratégias da organização. Você tem que responder, de forma convincente, à pergunta: Que resultado a empresa espera do RH?

Como obter resultados

Para obter resultados, é muito simples - basta eliminar seus gap’s, suas lacunas de competência. Os gap’s a serem eliminados são poucos, e na maioria das vezes, estão relacionados com o desconhecimento de algumas boas práticas de RH. É, também, simples explicar porque muitos profissionais de RH não obtêm o resultado esperado. Uma das respostas é dada pela pesquisa que a ABTD fez em 2009. De acordo com essa pesquisa, os profissionais de RH são os que menos recebem treinamento. É bom lembrar que o profissional de RH é profissional do conhecimento, e como tal deve se reciclar constantemente – o ideal, para que ele atinja o nível de excelência, é uma reciclagem equivalente a 160 horas de treinamento, por ano.

Outro fato que devemos considerar é o “enxugamento” exagerado da área de RH. Há um dado estatístico informando (1) que em 1995, havia, em média, 169 treinandos para cada profissional de RH; e que, em 2004, passou a ter 196. Nessas condições, as dificuldades dos profissionais de RH são muitas, principalmente para dispor de tempo discricionário. O consultor americano Peter Howes, Chief Executive Officer, da Infohrm Pty Ltd, falando sobre o assunto, diz o seguinte: “No RH não há tempo discricionário suficiente. Deveria ser de 70%”

O profissional de RH, de modo geral, não tem tempo para se dedicar às atividades que realmente são importantes. Precisa de tempo discricionário para identificar o que realmente quer e precisa fazer para atrair, manter e desenvolver as pessoas que desempenham atividades para a organização, conforme o princípio base do sistema de gestão de recursos humanos(2) Como todo profissional do conhecimento, o profissional de RH precisa de tempo, principalmente, para obter o resultado esperado pela organização. Para tanto ele precisa:

· Utilizar métricas para avaliar resultados

· Implementar as diretrizes da Norma ISO 10015.

Métricas para avaliar

“Quem não mede não gerencia. Quem não gerencia não melhora” - Joseph Juran

“Medir é importante: o que não é medido não é gerenciado” - Kaplan e Norton

“Qualquer coisa que vale a pena fazer, vale a pena medir” – Peter Copezio e Debra Morehouse

Conforme sugerem as afirmações acima, o profissional de RH precisa ter um sólido conhecimento sobre métricas, para poder avaliar e valorizar todas as ações relacionadas com o desenvolvimento das competências da organização. No caso específico de T e D, não é mais admissível que se faça apenas a avaliação de reação dos eventos de treinamento. É preciso avaliar a aprendizagem, a mudança de comportamento, os resultados qualitativos e quantitativos e, também o retorno do investimento em treinamento.

Diretrizes da Norma ISO 10015

É bom lembrar a importância de o profissional de RH conhecer as boas práticas que as empresas bem sucedidas estão implementado.
O profissional de RH não pode mais ignorar uma das principais boas práticas de RH - as diretrizes dadas pela Norma ISO 10015. Seguindo as diretrizes da ISO 10015 é relativamente fácil alinhar o plano de Recursos Humanos – People Plan - com o plano global da empresa, e implementar as boas práticas que dão resultados significativos e mensuráveis.

Sebastião Guimarães
guimaraes@tgtreinamento.com.br
http://www.tgtreinamento.com.br/

Remoção de árvores prejudiciais ganha agilidade em São Paulo

A Secretaria de Coordenação das Subprefeituras está agilizando o procedimento para intervenções em árvores que podem causar futuros danos à população. A medida é preventiva e visa a agilizar a remoção de 12 espécies cujos problemas podem ser antecipados por meio da avaliação técnica dos engenheiros-agrônomos das subprefeituras.

Com a nova regra é possível fazer a remoção da árvore baseada na identificação de um risco futuro que ela possa apresentar.

As espécies são as classificadas pela Secretaria do Verde e do Meio Ambiente na Lista Oficial de Espécies Vegetais Exóticas Invasoras do Município de São Paulo. O trabalho será realizado rotineiramente e, antes da remoção, as árvores passarão por uma criteriosa avaliação técnica. As que estiverem em boas condições serão mantidas no local, sem oferecer risco. Para esse trabalho, todas as subprefeituras contam com pelo menos um engenheiro-agrônomo capacitado para o diagnóstico preventivo.

Vila Maria/Vila Guilherme

Em 2010, foram removidas aproximadamente 460 árvores que apresentavam riscos à região, enquanto outras 25 precisaram ser transplantadas, pois o local onde estavam não se adequava a seu desenvolvimento. Além disso, cerca de 2.500 árvores receberam serviços de poda e conservação em 2010.

Para solicitar a avaliação do engenheiro-agrônomo da subprefeitura que determinará o serviço a ser executado na árvore, basta oficializar o pedido por meio do telefone 156, pelo site ou, pessoalmente, na Praça de Atendimento, na rua General Mendes, 111, na Vila Maria Alta.

Metodista abre inscrições para Mestrado em Psicologia da Saúde

A Universidade Metodista de São Paulo abre vagas de Mestrado na área de Psicologia da Saúde com as linhas de pesquisa “Prevenção e Tratamento” e “Processos Psicossociais”. As inscrições deverão ser feitas do dia 05 a 18 de janeiro de 2011, das 8h às 19h, de segunda a sexta-feira, no Campus Rudge Ramos, na Coordenação de Processos Acadêmicos de Pós-Graduação (Rua Planalto 106 – Edifício Capa, 3º andar sala 303 – São Bernardo do Campo).

“Prevenção e Tratamento” será aprofundado em enfermidades agudas e crônicas, analisando a parte psicológica e emocional, a dinâmica relacional de indivíduos/grupos e a eficácia de procedimentos e propostas terapêuticas. “Processos Psicossociais” irá pesquisar sobre dimensões grupais, institucionais e comunitárias analisando comportamentos de risco, saúde e trabalho, levando em consideração a psicologia da saúde.

O processo de seleção para ocupar as vagas ocorrerá no dia 26 de janeiro no Campus Planalto: Av. Dom Jaime de Barros Câmara, 1000 – Planalto – São Bernardo do Campo/SP. Os resultados serão divulgados no Portal da Metodista no dia 31 de janeiro e as matriculas deverão ser feitas do dia 01 ao dia 03 de fevereiro, das 8h às 19h. Mais informações: http://www.metodista.br/pospsico/.

Rede Metodista de Educação - Criada oficialmente em 2006, a Rede Metodista de Educação é um sistema integrado entre instituições de Ensino Metodistas de todo o País. São escolas centenárias, pioneiras na aplicação de inovações pedagógicas, e também as mais novas, todas comprometidas com princípios e valores cristãos e com a busca de qualidade em todos os níveis. Atualmente, são mais de 50 instituições educacionais em dez estados brasileiros, chegando a mais de 60 mil alunos na educação básica, ensino técnico e educação superior, no ensino presencial e a distância. Mundialmente, a educação metodista está presente em mais de 60 países.

PÓS-GRADUAÇÃO EM TRADUÇÃO NA UNIVERSIDADE GAMA FILHO TERÁ TAMBÉM CERTIFICADO INTERNACIONAL, A PARTIR DE 2011

Um dos cursos mais conceituados da Universidade Gama Filho abrirá inscrições para a pós-graduação em tradução nas seguintes modalidades: Tradução de Espanhol - Português e Português - Espanhol e Tradução de Inglês - Português e Português - Inglês tanto no formato presencial, como no formato EAD (Educação à Distância).

As duas opções se apresentam com 360 horas de carga horária e é voltado para Graduados em Letras, Comunicação e áreas afins; com conhecimentos suficientes de língua espanhola ou inglesa (de acordo com a escolha do curso); que queiram se especializar em tradução e ingressar nesse mercado; professores de idiomas interessados em ministrar disciplinas de tradução ou em incorporar os exercícios na metodologia das aulas de língua; tradutores profissionais que procurem aperfeiçoar e atualizar seus conhecimentos.

A pós-graduação em Tradução na modalidade presencial tem inicio em abril e acontece nas cidades de Belo Horizonte, Florianópolis, Brasília, Curitiba, Porto Alegre, Salvador, São Paulo e Rio de Janeiro na unidade Candelária.

O curso também é apresentado na modalidade EAD, que proporciona um aprendizado dinâmico, ágil e possibilita ao profissional a oportunidade de organizar seus estudos de acordo com a sua disponibilidade de tempo, reduzir custos e ter acesso ao conteúdo geral do curso 24 horas por dia, 07 dias por semana. A maior novidade, porém, é que as aulas são transmitidas ao vivo pela internet, num sistema único de imagem e som em tempo real.

Com uma proposta curricular moderna, os cursos de pós-graduação da Central de Cursos da Universidade Gama Filho são ministrados por um corpo docente altamente qualificado, e que conta apenas com especialistas, mestres, doutores, além dos diversos prêmios colecionados pelos profissionais. É o caso do coordenador do curso José Luis Sánchez. Doutor em Filologia Portuguesa e em Teoria da Tradução, graduado em Tradução e Interpretação (Universidade de Barcelona), tradutor de autores como Cervantes, Machado de Assis, Lima Barreto, José de Alencar, Clarice Lispector, Vinicius de Moraes, Lygia FagundesTelles e autor-direto r de 5 dicionários de português-espanhol-português.

A Universidade Gama Filho mostra o seu diferencial ao pensar no tipo de profissional que o mercado de trabalho exige atualmente e investe cada dia mais em cursos diferenciados, para que seus alunos estejam aptos e totalmente qualificados. A partir de 2011 os cursos terão DUPLA CERTIFICAÇÃO. Isso quer dizer que para os cursos de inglês, o profissional formado receberá Certificado de Pós-Graduação Lato Sensu No Brasil e Certificado Internacional de Professor de Língua Inglesa da Bridge, reconhecido Pela ACCET e pelo Ministério de Educação dos Estados Unidos. Com Bolsa de Trabalho no Exterior. Único no Brasil.

Já para os cursos de espanhol, será o Certificado de Pós-Graduação Lato Sensu no Brasil e Certificado Internacional de Professor de Língua Espanhola, reconhecido em Todos os Países. Com Bolsa de Trabalho. Único no Brasil.

Os cursos de tradução da Universidade Gama Filho colocam em prática os mais avançados programas de tradução; contam com os principais e premiados profissionais da área, além de ser recomendado pela Associação Brasileira de Tradutores e pelo Sindicato Brasileiro de Tradutores.



Escolha com certeza. Escolha Universidade Gama Filho!

Corpo Docente:

John Whitlam: Mestre em Letras pela Universidade de Cambridge, Inglaterra. Professor de língua inglesa na Universidade de Cambridge. Autor dos dicionários Collins, Oxford e Longman de português e inglês. Trabalhou durante dez anos como tradutor efetivo da Comunidade Européia, em Bruxelas. Atualmente é coordenador de projetos na área de lexicografia, redator, escritor e tradutor.



Eric Nepomuceno: Duas vezes premiado com o Jabutide Tradução, tradutor dos principais autorescontemporâneos da literatura hispânica: Gabriel García Márquez, Eduardo Galeano, Juan Rulfo, JulioCortázar, Jorge Luis Borges, etc. Autor de 14 livros(romances, contos e ensaios), jornalista dos principaisdiários hispânicos e brasileiros.



Carlos Nougué: Prêmio Jabuti de Tradução, tradutor de Chesterton, Cícero, Sêneca, Santo Agostinho, etc., co-redator do dicionário Marte, da Nova Fronteira,e do dicionário Barsa-Planeta.



Valeria Rosito Ferreira: Doutora em Literatura Comparadapela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Mestre em Estudos Literários pela StateUniversity of New York at Buffalo (SUNY-UB). Professorade Língua Portuguesa e Literaturas no ISERJ. Tradutora e revisora técnica e literária.



Giovana Cordeiro Campos: Mestre em Teoria da Literatura pela UFJF, Mestre em Literatura Brasileira pelo CES/JF, Especialista em Tradução pela UFMG, Bacharel em Letras/Tradução pela UFJF, tradutora técnica e professora, atualmente desenvolvendo projeto de pesquisa de doutorado em tradução no Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem da PUC-Rio.



Maria Alice Capocchi Ribeiro: MA em TESOL e Lingüística Aplicada pela Universidade de Leicester, Inglaterra. Professora de Técnicas de Tradução no SENAC RJ, Tradutora da Editora Sextante e da Editora Bertrand, presta serviços de tradução, versão, revisão e interpretação para vários clientes corporativos em estados como RJ, SP, MG, SC e RS. É autora de artigos sobre Educação de Profissionais de Idiomas, alguns deles publicados no site www.rh.com.br.



César Alarcón: Especialista em Produção Executiva em Cinema e TV (Fundação Getúlio Vargas), especialista em técnicas para legendagem de filmes (PUCRio), responsável pela tradução e legendagem das principais mostras e festivais internacionais de cinema no Brasil.



Fabiana Camargo: Mestre em Literatura Brasileira pela UFF, professora, revisora e copidesque das principais editoras do Rio de Janeiro (Record, Rocco, Renovar, José Olympio, Revista Seleções etc.), tradutora técnica e literária.



Stephan Hughes: Mestre em Lingüística, professor, tradutor e elaborador de material didático em inglês, atualmente leciona na Cultura Inglesa e integra o corpo docente do curso Clio, preparatório para o exame de admissão ao Itamaraty.



Meritxell Almarza Bosch: Mestre em Editoração Global Espanhola e Internacional (Universidade Pompeu Fabra de Barcelona), graduada em Tradução e Interpretação (Universidade Pompeu Fabra de Barcelona), pós-graduada em Didática de ELE (Universidade de Barcelona), coordenadora de 5 dicionários de português-espanhol-português.



Beatriz Caldas: Doutora em Letras pela UFF. Mestre em Lingüística pela UFRJ, tradutora, professora em várias universidades, autora da tese Discursos sobre tradução no Brasil: línguas e sujeitos.



Daniel Chediek: Graduado em Comunicação Social pela PUC-RJ, atua como tradutor e revisor há mais de 10 anos, tendo prestado serviço para as principais produtoras do Rio de Janeiro. Atualmente é um dos coordenadores do grupo 4Estações, que presta serviços de tradução e legendagem para produtoras de cinema, empresas e para os principais festivais e mostras do Brasil.



Marcelle de Souza Castro: Graduada em Letras-Tradução pela Universidade de Brasília e Mestre em Estudos da Linguagem pela PUC-Rio. Atua como tradutora e intérprete, com mais de 2.500 horas em cabine de interpretação, e como professora de interpretação simultânea desde 2002. Atualmente é membro da Diretoria da ABRATES, ocupando o cargo de Secretária Geral.



Isa Carvalho: Graduada em Cinema pela Universidade Federal Fluminense e Rádio-TV pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, atua há 15 anos como tradutora para legendagem. Atualmente é uma das coordenadoras do grupo 4Estações, que presta serviços de tradução, legendagem dos principais festivais e mostras do Brasil, e interpretação para eventos em geral.



Milagros Juste Nuñez: Mestre em Língua Espanhola pela USP, professora examinadora nas provas de DELE, tradutora técnica e literária, especialista em tradução de espanhol, autora da "Gramática Práctica de Español para Brasileños" - Ao livro técnico, 2004.



Marcelo Neves Almeida: Especialista em Tradução Inglês-Português pela PUC-Rio e Espanhol-Português pela UGF. Tradutor credenciado pela American Translators Association (ATA). Intérprete de Conferências com atuação em diversas cidades do Brasil e no exterior. Membro-diretor da Associação Brasileira de Tradutores e Intérpretes (ABRATES).



Jorge Daniel Casal Andina: Tradutor Público e Intérprete Comercial das línguas espanhola e francesa. Pós-graduado em Linguística, Sociologia e Educação em Áreas de Fronteira (Universidad de la República Oriental del Uruguay). Graduado em Letras pela URCAMP. Credenciado pela ABRATES.



Jorge Mario Davidson: Bolsista da FAPERJ - Fixação de pesquisador - UNIRIO, Produção de material para ensino a distância - CEDERJ, Professor de Tradução técnica nas pós-graduações de Tradução em Espanhol desde 2004.



Silvia Helena Rocha Souza: Tradutora pública e intérprete comercial juramentada de inglês, especialista em Tradução - Inglês pela PUC-Rio, tradutora de textos técnicos, principalmente nas áreas de arquitetura e engenharia, administração e finanças, gestão ambiental, contratos e documentos legais. Intérprete em eventos nacionais e internacionais.



Eneida Vieira: Tradutora literária de editoras como Rocco, Martins Fontes, José Olympo e Seleções. Traduziu, entre outros, Agatha Christie, Richard Price, George Baxt ou Linda Sue Park. Ganhadora do Prêmio Monteiro Lobato 2006 da FNLIJ (Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil) pela melhor tradução para jovem.



Márcia Paredes Nunes: Mestre em Estudos da Linguagem (área de concentração - tradução) pela PUC-Rio. Graduada em Letras (Português-Inglês) pela UFRJ, onde também cursou Especialização em Literatura Inglesa. Atualmente cursa Faculdade de Direito e trabalha como tradutora técnica e professora de inglês.



Marcia Heloisa Amarante: Tradutora literária nas editoras Bertrand Brasil, Nova Fronteira, Sextante. Tradutora de autores como Douglas Adams ("Mochileiro das galáxias"), Val McDermit, Jim Knipfel e Takashi Matsuoka. Especialista em Tradução Inglês (PUC-Rio).




Investimento:

Tradução Presencial - Espanhol/Inglês

Inscrição

Até 20 dias antes do início do curso: R$150,00

Até 07 dias antes do início do curso: R$180,00

Matrícula: R$270,00

Mensalidades: 19x R$295,00



Tradução a Distância (EAD) - Espanhol/Inglês

Inscrição

Até 28 dias antes do início do curso: R$90,00

Até 20 dias antes do início do curso: R$130,00

Até 07 dias antes do início do curso: R$150,00

Matrícula: R$250,00

Mensalidades: 18x R$270,00



INSCREVA-SE AGORA!

http://www.posugf.com.br/cursos/posgraduacao-traducao