Páginas

Assista nossos Programas

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

GRIPE AVIÁRIA, PODE INFECTAR O BRASIL?

Mapa monitora situação da gripe aviária pelo mundo
América do Norte e Europa sofrem com focos da doença

Brasília (11/02/2015) - Diante dos focos de Gripe Aviária registrados, não só nos Estados Unidos, mas também no Canadá e em alguns países da Europa, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) passou a adotar exigências sanitárias adicionais aos requisitos já estabelecidos a tais mercados, visando a proteção e conservação do status sanitário dos plantéis de aves brasileiros.

O Mapa também obteve informações epidemiológicas detalhadas dos países onde foram registrados os casos e está ampliando as análises e reavaliando os riscos de cada mercado para que, após o diagnóstico final dos dados, as exigências sanitárias possam ser reavaliadas.

De acordo com a Secretaria de Defesa Agropecuária (SDA), as importações brasileiras de aves dos Estados Unidos consistem basicamente em material genético para a reposição do plantel avícola nacional, considerando que as empresas responsáveis pelo desenvolvimento genético não possuem granjas de reprodução primária no Brasil.


Gripe Aviária –

Causada por subtipos do vírus influenza, como o H5N1, H5N8 ou H7N7, a gripe aviária é considerada uma zoonose – ou seja, doença transmissível entre animais e homens, com alto índice de mortalidade das aves infectadas. Os principais sintomas clínicos são sinais nervosos e dificuldade de locomoção, sinais respiratórios e dificuldade de respiração, edema na crista e nas patas dos animais e depressão.