Páginas

Assista nossos Programas

domingo, 22 de maio de 2022

"Famílias Fortes" beneficia 30 famílias da Zona Norte de São Paulo

Famílias Fortes beneficia 30 famílias da Zona Norte de São Paulo


Representantes do ministério e da sociedade
 civil celebram a implementação do programa


Nesta segunda-feira (2), o MMFDH firmou parceria com a Aliança de Misericórdia, que irá executar as ações do programa entre a população em situação de vulnerabilidade

Uma parceria entre o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) e a Associação Aliança da Misericórdia irá promover o fortalecimento de vínculos de 30 famílias em situação de vulnerabilidade da Zona Norte de São Paulo (SP). Nesta segunda-feira (2), um Acordo de Cooperação (AC) foi assinado para a implementação do Programa Famílias Fortes. O objetivo é prevenir comportamentos de risco, favorecendo o bem-estar de pais e filhos e a construção de resiliência familiar.

“Celebrar o acordo com a Aliança da Misericórdia é demonstrar que o Famílias Fortes pode chegar a todos por meio das instituições que desejem promovê-las. No caso, a região atinge 3,5 mil pessoas em situação de vulnerabilidade. Quisemos prestigiar a iniciativa, especialmente porque se dirige aos mais necessitados. O programa poderá também prevenir comportamentos de risco, abrindo caminho para a erradicação da pobreza”, reforçou a secretária nacional da Família do MMFDH, Angela Gandra.

Diretora institucional da Aliança de Misericórdia, Bia Hauptmann ressalta que a política pública vai complementar as ações já desenvolvidas pela associação com foco na promoção do bem-estar dos moradores dos bairros Jardim Botuquara e Arvão.

“O programa traz qualificação técnica ao trabalho já realizado por nós com famílias em situação de alta vulnerabilidade e terá, prioritariamente, o objetivo de fortalecimento dos vínculos familiares, a diminuição da evasão escolar e trabalhará uma questão muito recorrente que é a gravidez precoce e o acesso a drogas ilícitas e álcool”, destacou.

Conheça o programa


sábado, 22 de janeiro de 2022

Credenciais X Potencial - por Mônica Camargo Tracanella

Mônica Camargo - Foto: Divulgação

“Mas por que você saiu do mercado e agora quer voltar?”


Confesso que ouvi essa pergunta não uma, mas algumas vezes durante as entrevistas que fiz pouco antes de deixar o mundo corporativo.

Isso porque, após 20 anos trabalhando no RH de grandes empresas, com desenvolvimento profissional, liderança, cultura e gestão da mudança, fui trabalhar por 4 anos em um family office, sendo responsável pela formação de acionistas, desenvolvimento de herdeiros e governança familiar.

Eu nunca considerei ter “saído do mercado”, afinal de contas, o cerne do meu trabalho era exatamente o mesmo - desenvolvimento e formação - mas em um ambiente diferente, e com foco no preparo específico de membros de famílias empresárias.

Na verdade, fiquei até muito mais completa e preparada, em todos os sentidos, após essa rica experiência, saindo com meu repertório muito mais amplo e completo.

Para algumas pessoas, entretanto, esse ponto virou um “porém” que acabou colocando em dúvida se eu realmente era a melhor opção para determinada vaga em determinado momento.

Mas não estou aqui para me lamentar (embora tenha me lamentado muito na época). Estou trazendo esse tema porque, por mais que o mundo e o mercado de trabalho tenham mudado, e por mais que, atualmente, as trajetórias profissionais não sejam mais tão lineares e as formações não tão tradicionais, alguns profissionais ainda têm sentido muitas dificuldades no momento das entrevistas.

Isso se deve ao fato de que, na grande maioria das vezes, as contratações ainda acontecem mais por cargos ocupados do que por repertório acumulado, ou seja, se existe uma posição de Gerente de Marketing aberta, muito provavelmente os recrutadores pesquisarão por profissionais da própria área de Marketing, que estejam em um nível de Gerência ou Coordenação.

Em tese, essa seria a forma mais óbvia e mais fácil de encontrar a “pessoa certa” e “garantir” o conhecimento e a entrega do que é necessário – mas muito mais difícil de surpreender e inovar, agregando diferentes vivências, experiências e novas perspectivas à área.

É claro que existem posições que exigem experiências e formações específicas, mas precisamos começar a entender se realmente tais experiências e conhecimento vêm somente de uma única fonte.

O ponto é que, se em um processo seletivo dentro de sua “própria área” já é desafiador se destacar e ser selecionado, quando é para um cargo ou área que não consta formalmente no seu currículo, esse desafio é ainda maior.

Muitos dos meus clientes – principalmente aqueles de carreiras não lineares, de atuações mais generalistas ou que querem mudar de área – me trazem exatamente essa dificuldade.

Se esse é o seu caso, saiba, desde já, que cabe a você construir uma narrativa que evidencie de fato a prontidão para a posição desejada.


Aqui vão algumas dicas:



Conecte os pontos: você já trabalhou no RH, no Comercial, com Atendimento ao Cliente (dentre outras áreas) e as pessoas tendem a achar que você está sem foco? Faça uma reflexão sobre sua contribuição nessas diferentes áreas e conecte os pontos, dando sentido à sua trajetória. Ajude as pessoas a  entenderem esse sentido;

Tenha total clareza sobre seu potencial: conhecer suas forças e diferenciais é essencial para que você possa falar sobre eles em uma entrevista – faça um belo apanhado sobre sua trajetória, relembrando maiores desafios, maiores entregas, e quais competências foram necessárias utilizar e desenvolver para atingir os resultados – essa é a sua caixa de ferramentas;

Construa sua narrativa com base em fatos e dados: importante trazer exemplos de como você resolveu situações ou fez as suas entregas. Fale, também, sobre o que cada experiência te trouxe em termos de repertório, e como esse repertório te diferencia e poderá ser usado nesse novo desafio – como suas ferramentas poderão ser utilizadas;

Fique por dentro das vagas: acompanhe os anúncios e veja o que as vagas semelhantes estão buscando em termos de conhecimento técnico. Isso ajudará você a entender como poderá trabalhar com as ferramentas que já possui e, também, a correr atrás de possíveis gaps – precisa adquirir novas ferramentas?

Aqueça sua rede de relacionamentos: quando o assunto é processo seletivo, indicações contam muito, e, caso o entrevistador ainda tenha dúvidas sobre você, uma boa recomendação poderá ajudar. Quanto mais você mergulhar na sua história, mais fácil será se preparar para este momento. E, quanto mais se preparar, mais autoconfiante você ficará, aumentando muito as suas chances de sucesso.

Boa sorte!

domingo, 2 de janeiro de 2022

Escritórios de advocacia são alvos de golpes na internet

Carla Reis é assistente de marketing no escritório
 Aparecido Inácio e Pereira Advogados Associados.

Falsa promessa de antecipação de créditos judiciais instiga vítimas à transferirem dinheiro para criminosos


Os golpes aplicados em pessoas físicas desde o início da pandemia do coronavírus no Brasil registraram crescimento preocupante. Com a maior fatia da população evitando deslocamentos pelas cidades, os ataques migraram para as telas dos dispositivos móveis. Agora, indivíduos mal intencionados usam o telefone para extorsão de valores, enviar conteúdo potencialmente perigoso (como vírus e spams) e confundir cidadãos em relação a assuntos jurídicos.

Na mira dos criminosos, os escritórios de advocacia buscam soluções para lidar com a alta nas reclamações de seus clientes sobre a abordagem de supostos consultores jurídicos, que cobram valores em espécie para a resolução de casos que tramitam nas esferas legais.

Carla Reis, assistente de marketing da Aparecido Inácio e Pereira Advogados Associados, afirma que a disponibilidade de dados pessoais de partes envolvidas em processos judiciais é um chamariz para que estelionatários façam contatos usando o nome de juristas para extorquir as vítimas. "Hoje é possível acompanhar as movimentações processuais por meio das páginas dos Tribunais de Justiça. Mas, embora esse acesso seja muito positivo, acredito que a facilidade e transparência na disponibilização das informações sejam a porta de entrada para esses crimes", diz.

O escritório em que Carla atua recebe, diariamente, relatos de clientes que receberam contatos aparentemente realizados por advogados. São informações completas, como identificação da parte reclamante nos processos, últimas movimentações nos órgãos jurídicos, nome dos escritórios e seus representantes e até os valores cobrados na causa. De acordo com a profissional, um dos motivos que resultam na efetiva extorsão financeira, por exemplo, está no anseio da breve resolução do caso, já que muitos processos estão ociosos.

“Acredito que o aumento do desemprego e a falta de informação são as razões para mais pessoas caírem nessas armadilhas. A população está atravessando um momento muito delicado e a necessidade financeira pode ser o gatilho para que as vítimas, na esperança de receberem seus valores, tomem atitudes precipitadas e desesperadas” acrescenta.

Dicas para evitar a ação de cibercriminosos:


Os escritórios de advocacia não solicitam qualquer tipo de antecipação de valores para fins de recebimento de crédito judicial;
Ao receber qualquer tipo de mensagem ou ligação com este teor é preciso fazer contato com o escritório responsável pela ação e comunicar o ocorrido. Caso não tenha o número do escritório, localize os canais disponíveis no site, por exemplo. Não confie em números de telefones repassados pelos próprios criminosos.
Registre o número do telefone que gerou a ligação e faça uma foto da tela (printscreen). No caso de mensagem de texto ou e-mail, guarde cópia do material. Essas medidas auxiliarão na elaboração do Boletim de Ocorrência, que deve ser feito o mais breve possível.
Não acesse nenhum link enviado por número desconhecido nem forneça informações pessoais.
Em hipótese alguma deposite ou transfira qualquer valor sem consultar o seu/sua advogado(a).

terça-feira, 14 de dezembro de 2021

Inca estima 14,6 mil novos casos de linfoma no Brasil em 2021

Especialista da Rede São Camilo SP explica sintomas, diagnóstico e formas de tratamento da doença, que causou 5 mil óbitos de brasileiros somente em 2019


O termo linfoma é usado para designar vários tipos de câncer que se originam nos linfócitos, células que desempenham papel crucial no funcionamento do organismo. Ele se dissemina através do sistema linfático e da via sanguínea.

Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), a doença foi responsável por mais de 5 mil óbitos no Brasil somente em 2019. A estimativa é de que, neste ano, sejam registrados mais de 14,6 mil novos casos.

Dr. Marcelo Bellesso, hematologista coordenador da área de linfomas da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, destaca que os linfomas podem acometer qualquer parte do corpo e têm no seu diagnóstico o desafio inicial.

Cada tipo de linfoma se comporta de maneira completamente distinta, podendo fazer parte ainda de dois subgrupos: Linfoma de Hodgkin (LH) e Linfoma não Hodgkin (LNH). “Por isso, é tão importante falarmos mais a respeito, pois tanto a identificação dos sintomas como a detecção e o tratamento são bastante distintos entre si”, explica.

As diferenças estão presentes através do padrão de crescimento celular, do tipo de célula envolvida e de como a doença se manifesta. Portanto, o médico patologista, em conjunto com o hematologista, são os responsáveis por concluir o diagnóstico baseado na avaliação do paciente, combinada com a biópsia e sua complementação chamada imuno-histoquímica.

Os Linfomas de Hodgkin apresentam maior incidência entre 20 e 30 anos e após os 50 anos. Embora existam exceções, geralmente notamos aumento das ínguas (caroços) superficiais no pescoço, axilas e virilha. Por vezes, essas ínguas podem crescer dentro do tórax (mediastino), abdome ou pelve, sendo diagnosticados através de exames de imagem como o PET-CT e a Tomografia Computadorizada. As ínguas superficiais são comumente indolores.


Em relação aos Linfomas não Hodgkin, há dezenas de diversos subtipos. Eles podem se desenvolver de maneira extremamente agressiva ou de forma lenta, chamados indolentes. Além disso, podem estar presentes tanto nas ínguas (linfonodos) como em qualquer tecido do nosso organismo.

Entre os sintomas que podem ajudar a identificar o problema, Dr. Marcelo destaca a febre no final da tarde, suores noturnos excessivos, coceiras na pele, cansaço e perda de peso sem motivo aparente. Vale lembrar que estes sinais são comuns a diversas outras enfermidades, portanto, é fundamental procurar um médico para investigar a causa.

O hematologista ressalta que o diagnóstico é realizado por meio de biópsia, ou seja, análise de um tecido retirado cirurgicamente ou pela remoção de uma parte da região afetada por uma agulha grossa. Este material retirado será avaliado no laboratório pelo médico patologista determinando, então, o tipo e subtipo do linfoma e direcionando o melhor tratamento a ser realizado.

Ele reforça, ainda, que se detectado em estágio inicial, melhoram as perspectivas de resposta ao tratamento e, em muitos casos, aumentam a possibilidade de cura.

“Quando falamos sobre o tratamento, temos um arsenal de possibilidades, de acordo com o tipo de linfoma, condições do paciente, exposição a tratamento prévio, entre outros. Podemos utilizar quimioterapia, imunoterapia, inibidores de pequenas moléculas, transplante de medula óssea ou, em certos casos de linfomas indolentes, apenas a observação e seguimento clínico”, reitera Dr. Marcelo.

Por isso, finaliza o especialista, é muito importante uma excelente relação entre médico e paciente, para que todas essas dúvidas sejam muito bem esclarecidas.

Siga o Hospital São Camilo nas redes sociais: @hospitalsaocamilosp

sexta-feira, 12 de novembro de 2021

Papai Noel recebe pedidos da criançada a partir de 13 de novembro em São Paulo


Bom velhinho chegará ao Shopping D na mesma data da inauguração da decoração natalina


O clima de Natal está no ar e a criançada já tem data e hora marcada para o grande encontro com o Papai Noel. O Bom Velhinho chegará ao Shopping D, na zona norte de São Paulo, no dia 13 de novembro, a partir das 14h, e seguirá atendendo os pequenos até o dia 24 de dezembro.

Depois de um ano de distanciamento social para garantir a segurança de todos, agora, as crianças poderão fazer os pedidos e entregar suas cartinhas diretamente para aquele que é um dos principais representantes dessa época, sempre seguindo os protocolos sanitários.

O Papai Noel atenderá os pequenos no trono localizado no piso 2 do Shopping D, de segunda a sexta e também aos domingos e feriados sempre das 14h às 20h, aos sábados o horário é estendido e vai das 13h às 21h. No dia 24 de dezembro, o Bom Velhinho estará no D das 11h às 17h.

“A volta do Papai Noel ao trono representa a mudança para um novo movimento que nos traz muita felicidade. Já que a maioria da população completou o esquema vacinal, nos sentimos mais seguros de promover essa magia para os pequenos em uma data tão especial”, comemora a gerente de marketing do D, Elisa Fonseca.

Noite de Natal

A chegada do Papai Noel acompanhado de personagens temáticos marca, também, a inauguração da decoração natalina do D. Com o tema “Noite de Natal”, a proposta é encantar toda a família que passeia pelo shopping com elementos tradicionais, um toque de nostalgia e muita magia.


Promoção especial

O Natal pode ter presente em dobro no D. Para comemorar a data, o shopping realiza uma ação especial de compre e ganhe. De 3 a 24 de dezembro, a cada R$ 250 em compras, os clientes poderão apresentar os comprovantes no balcão de trocas e ganhar um panetone de frutas cristalizadas ou gotas de chocolate.


Serviço

Papai Noel no Shopping D
Quando: 13/11 a 24/11
Horários: segunda a sexta, domingos e feriados, das 14h às 20h; aos sábados, das 13h às 21h; 24/12, das 11h às 17h
Onde: trono localizado no piso 2 do mall

quinta-feira, 11 de novembro de 2021

Encontro com Papai Noel e decoração interativa marcam o Natal no Santana Parque Shopping


Empreendimento celebra a data com decoração única e sorteia um T-Cross 0km



O Natal já começa a bater na porta. Depois de um ano totalmente atípico onde beijos e abraços foram deixados totalmente de lado, o Santana Parque Shopping convida todos a se reconectarem na celebração mais mágica do ano.

A partir do dia 6 de novembro, ao entrar no shopping, o público se depara com a decoração “Parque de Natal”, que surpreende pela riqueza de detalhes com as cores tradicionais da data. Adereços verdes, vermelhos e dourados em forma de presentes, laços, bolas e estrelas compõem a árvore de quase 10 metros de altura.

No cenário, os visitantes de todas as idades se encantam com o circuito de atividades com direito a carrossel e trenzinho trazendo referência aos clássicos parques de diversões. Outro diferencial do espaço é a decoração totalmente interativa onde o público pode participar de atividades como Martelo de Força em versão touchless, que acende as luzes das árvores de Natal conforme a força que cada pessoa fizer, além do espaço Corrida de Trenó, onde duas pessoas disputam uma corrida virtual controlando os trenós por meio de sensores e o Acerte ao Alvo, cujo objetivo é atingir tubos com bolinhas para acumular pontos.

O anfitrião mais esperado do ano também está de volta! O Papai Noel aguarda ansiosamente as crianças no seu trono, mantendo todo o distanciamento necessário para garantir a segurança de todos. No local, é possível ver também um trono pet onde os amigos de quatro patas são sempre bem-vindos. O bom velhinho fica no shopping de segunda a sexta das 12h às 20h, sábado das 12h às 22h e aos domingos e feriados das 14h às 20h.

Como Natal é época de bons presentes, o Santana Parque realiza de 12 de novembro a 31 de dezembro a Campanha “Natal Muito Mais Natal”, onde a cada 300,00 reais em compras o cliente ganha um número da sorte para concorrer a um Volkswagen T-Cross 0km. As compras efetuadas de segunda a quinta-feira valem o dobro. O empreendimento convida também o público a participar de uma ação solidária em que a cada brinquedo novo, o valor das compras vale o triplo de chances de concorrer ao prêmio. A arrecadação de brinquedos é feita no posto de trocas localizado no segundo piso. Todas as doações serão direcionadas para o instituto Resgatando Vidas.

Santana Parque Shopping
Endereço: Rua Conselheiro Moreira de Barros, 2780 – Santana
Mais informações: (11) 2238-3002 – www.santanaparqueshopping.com.br

sábado, 13 de fevereiro de 2021

Pequenos negócios podem negociar débitos tributários decorrentes da Covid-19

Medida estabelecida pela PGFN vale para tributos vencidos entre março e dezembro de 2020, inscritos na dívida ativa até 31 de maio de 2021. Prazo para negociação começa em 1º de março


A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) estabeleceu a negociação dos tributos inscritos em dívida ativa da União vencidos no período de março a dezembro de 2020, que não foram pagos em razão dos impactos econômicos decorrentes da pandemia da Covid-19. A medida, que foi publicada no Diário Oficial da União da última quinta-feira (11), por meio da Portaria nº 1.696, é válida para empresários individuais, microempresas, empresas de pequeno porte, optantes do Simples Nacional, bem como pessoas físicas com débitos do Imposto de Renda relativos ao exercício de 2020.

A negociação, chamada de Transação da Pandemia”, permite a negociação de débitos inscritos em dívida ativa até 31 de maio de 2021. As condições incluem dívidas no valor máximo até R$ 150 milhões que poderão ser negociadas a partir de uma entrada de 4% do valor total do débito, que pode ser parcelada em até 12 meses, sendo que o saldo restante pode ser parcelado em até 133 meses, com parcela mínima de R$ 100. A taxa de juros corresponde a Selic mais 1% a.m. Para as pessoas jurídicas, o desconto será de até 100% de juros, multas e encargos-legais, observado o limite de até 70% sobre o valor total de cada crédito objeto da negociação.

O prazo para negociação dos débitos previstos na portaria terá início em 1º de março de 2021 e permanecerá aberto até as 19h (horário de Brasília) do dia 30 de junho de 2021. A adesão às transações previstas na norma deve ser feita por meio do Portal Regularize.

A portaria também permite a negociação pelas demais pessoas jurídicas e pessoas físicas por meio das modalidades de transação excepcional e celebração de Negócio Jurídico Processual. De acordo com a modalidade indicada, a PGFN avaliará, conforme as informações e documentos prestados pelo contribuinte, a situação econômica e a capacidade de pagamento das MPE, considerando a queda da receita bruta comparada entre os meses do exercício de 2020 e do exercício de 2019.

Os créditos sujeitos à transação serão submetidos a graus de dificuldade de recuperação. As informações serão recepcionadas como “fator redutor”, condicionando os prazos e descontos a ofertas graduadas de acordo com a possibilidade de adimplemento.