Páginas

Assista nossos Programas

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Apex-Brasil e ABIMO assinam convênio de R$ 14,7 milhões

MUDANÇA DE DATA: O evento que oficializará a renovação do Projeto Setorial Integrado (PSI) para o setor médico-hospitalar e odontológico, executado em conjunto pela ABIMO e Apex-Brasil, foi transferido para o dia 26 de maio, às 15h, na administração da 17ª Feira Hospitalar. Anteriormente, a assinatura estava marcada para o dia 25 maio.

Apex-Brasil e ABIMO assinam convênio de R$ 14,7 milhões

Com o objetivo de fomentar as exportações de equipamentos médico-hospitalares e odontológicos, as entidades oficializam o início da quarta edição do Projeto Setorial Integrado, em cerimônia após a abertura da 17ª Feira Hospitalar, em São Paulo (SP).

A Associação Brasileira das Indústrias Médico-Hospitalares e Odontológicas (ABIMO) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) renovam pela quarta vez o Projeto Setorial Integrado (PSI), executado em conjunto pelas entidades desde 2003. A assinatura do convênio, no valor de R$ 14,7 milhões, ocorre no dia 26 de maio, às 15h, no Expo Center Norte, em São Paulo.

A cerimônia será realizada após a abertura da 17ª Feira Hospitalar - encontro considerado o segundo maior evento mundial na área da saúde - e contará com a presença do presidente da Apex-Brasil, Alessandro Teixeira. O convênio prevê ações de marketing internacional, como a participação em feiras, missões e visitas a potenciais clientes no exterior, além de organizar rodadas de negócios para recepcionar potenciais compradores no Brasil. O objetivo é estimular as exportações reduzir o déficit da balança do setor, hoje estimado em US$ 2,7 bilhões.

Válida até 2012, a nova edição do projeto começa com a participação de 150 fabricantes, que têm como meta iniciar o processo de exportação ou aumentar as vendas externas. Por meio da iniciativa, as companhias aprendem a avançar em novos mercados, a adaptar embalagens, a obterem certificações internacionais, entre outros.

Com o reaquecimento da economia global e as estratégias previstas para a quarta edição do PSI, o diretor-executivo da ABIMO, Hely Maestrello, acredita que as exportações do setor devam atingir US$ 650 milhões, representando um aumento de 17% em relação ao ano passado. "Chegou o momento de darmos um upgrade, fazermos uma melhoria significativa dentro do projeto a partir de novas ações", disse Maestrello. Entre as iniciativas inéditas estão a inserção de produtos brasileiros no mercado chinês e a ampliação do market share no México, dois destinos promissores para as empresas brasileiras.